Olhe ao seu redor. Quantas coisas estão competindo por sua atenção agora? Seu smartphone está por perto? Caso esteja, já podemos incluir seu e-mail, suas redes sociais e as notificações não lidas na lista de potenciais distrações.

É indiscutível: a tecnologia trouxe muita facilidade a nossas vidas e acelerou muitos processos, mas trouxe consigo o efeito colateral da perda de foco. Diariamente somos bombardeados de informações.

Graças ao mundo acelerado em que vivemos, manter a atenção nas atividades que realmente importam se tornou um dos grandes desafios da humanidade moderna e, ao mesmo tempo, o foco é a única alternativa que temos para concluir nossas tarefas com primor e rapidez. O que acha de ver algumas dicas para evitar as distrações e concentrar-se nas atividades verdadeiramente relevantes pra você?

 

Não tente ser multitarefa

De acordo com um provérbio, “se você persegue dois coelhos ao mesmo tempo, não vai conseguir pegar nenhum”. Só é possível executar duas tarefas simultaneamente quando uma delas é automática, como dirigir enquanto ouve música. Porém, para executar duas tarefas que exigem atenção, o cérebro deveria ser capaz de utilizar a mesma rede neuronal nas ações, o que é fisiologicamente impossível.

Ser multitarefa, portanto, significa apenas mudar o foco de uma coisa para outra muito rapidamente. E quanto mais mudamos, mais energia usamos. E quanto mais energia usamos, menos teremos para nos concentrar no que importa. Faça uma lista de tarefas que precisam ser feitas em ordem de importância e cumpra-as individualmente. Quanto menos você tentar fazer de uma vez, melhor você trabalhará.

 

Elimine distrações

O foco é valiosíssimo. Perdê-lo é muito fácil. E recuperá-lo, um grande desafio. Estudos mostram que um indivíduo que trabalha em escritório é interrompido a cada 3 minutos e pode levar quase meia hora para retomar o foco após uma distração. Agora faça as contas e veja como a falta de concentração pode ser perigosa para suas metas e objetivos.

Para facilitar a aquisição de foco, remova qualquer coisa que possa distraí-lo e que não seja relevante para a tarefa. Limpe sua mesa, jogue fora papéis desnecessários e, se seu smartphone não for importante, afaste-se dele também. Dessa maneira, além de você manter um espaço limpo e organizado, trabalhará em um ambiente onde a concentração floresça com mais rapidez.

 

Faça uma lista de tarefas

As listas de tarefas não só ajudam a priorizar as tarefas que você precisa fazer primeiro, mas também podem servir como um registro das pendências que merecem atenção. Ao verificar que a quantidade de atividades concluídas aumenta paulatinamente, você se sentirá mais realizado e também energizado para concretizar outras pendências. Além do mais, isso irá mantê-lo concentrado em uma atividade por vez.

 

Faça pausas

Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Illinois concluiu que fazer breves pausas entre uma atividade e outra faz com que o desempenho seja mais satisfatório em um dia de trabalho ou de estudo. Não somos máquinas. Nossos cérebros precisam de um intervalo para fazer uma transição saudável para uma nova atividade.

Você pode caminhar um pouco, alongar-se ou olhar pela janela, assim, você será capaz de refrescar a mente, reabastecer seus recursos mentais e ser mais produtivo ao retomar os afazeres.

Lembre-se de que o foco é como um músculo que precisa ser exercitado e, portanto, quanto mais você treiná-lo, mais facilidade terá para se concentrar. Faça isso todos os dias e vá prolongando o tempo em que se dedica a uma atividade.

Invista sua atenção a uma tarefa durante 20 minutos. No dia seguinte, adicione mais 5 minutos, e assim por diante – mas sem se esquecer de fazer as breves pausas. Em pouco tempo, você verá o seu nível de produtividade subir e perceberá que suas conquistas estarão cada vez mais próximas. Experimente!

 

Seguir e compartilhar: