Um recente estudo da área de Inteligência de Mercado do Grupo Abril em parceria com o instituto de pesquisas digitais MindMiners mostrou o grau de medo e tensão dos brasileiros com o coronavírus.

No levantamento realizado com cerca de 4 mil pessoas de todas as regiões do País, mais da metade dos participantes se diz extremamente preocupada com a Covid-19 no Brasil.

Medo é, de longe, a palavra mais citada como sentimento que revela o estado mental diante do coronavírus.

Ainda assim, 54% dos participantes nutrem esperanças e têm fé de que a crise se resolverá.

É inegável o impacto da pandemia na rotina e no bem-estar dos cidadãos: 86% do público diz já enfrentar alguma dificuldade no dia a dia. Incapacidade de relaxar e pressão em relação às finanças são as queixas mais relatadas.

O dado reflete algo que médicos e psicólogos já vêm alertando: o perigo de o coronavírus legar uma epidemia de transtornos como depressão e ansiedade fora de controle.

 

Como preservar a saúde mental durante a pandemia?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um documento que ensina a preservar o bem-estar diante do pânico gerado pelo aumento de casos do novo coronavírus. Alguns dos principais pontos:

1) Não seja preconceituoso: não ataque ninguém de etnias e nacionalidades diferentes da sua, estejam elas infectadas ou não.

2) Não rotule os indivíduos atingidos pela doença: use termos como pessoas “que têm Covid-19”, “em tratamento contra a Covid-19” e “se recuperando da Covid-19”.

3)Evite o bombardeio de informações: apesar de ser importante procurar conhecimento, o fluxo constante de notícias gera preocupação e estresse.

4) Tenha paciência com os idosos: ofereça recomendações claras sobre a prevenção da enfermidade e as repita quantas vezes for necessário, sempre de forma calma e respeitosa.

5️) Oriente as crianças e ensine a lidar com as emoções: dê uma explicação condizente com a faixa etária e mantenha a rotina o mais normal possível.

 

E FALANDO EM EMOÇÕES…

O isolamento social que estamos vivendo, muitas vezes, ocasiona a perda da motivação, redução de emoções positivas e de bem-estar.

Uma solução é aumentar o Engajamento, que afeta diversas esferas da existência e contribui de forma significativa para o nível de satisfação que temos com a vida.

Para entender o engajamento, é preciso considerar o significado do flow, ou fluxo, estudado pelo professor de psicologia Mihalyi Csikszentmihalyi:

✅ O engajamento diz respeito ao envolvimento consciente de um indivíduo em alguma ocupação ou trabalho, na qual utiliza todos os sentidos.
✅ Normalmente, o engajamento é associado a algum tipo de desafio criativo, físico ou intelectual que absorve a pessoa integralmente.
✅ É aquele momento em que você não percebe a passagem do tempo e fica tão imerso no que está fazendo.

Esse é o estado que a psicologia positiva chama de flow.

O engajamento e o flow ocorrem quando há uma combinação positiva entre a pessoa e a atividade que ela está executando.

O flow contribui para o desenvolvimento de competências, a elevação da performance e o aumento dos níveis de prazer, felicidade e bem-estar.

Fonte: http://abre.ai/aYeW

Seguir e compartilhar: