Este é o mês de prevenção e luta contra o câncer de mama. E é claro que estou junto das mulheres no apoio a essa causa tão nobre.

O câncer de mama, para quem não sabe, é o segundo tipo que mais atinge a nós, brasileiras. Ele representa em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Para se ter uma ideia, somente no País, foram estimados 59.700 casos novos em 2019.

Alguns dos sintomas do câncer de mama

Os médicos contam que os principais sinais e sintomas da doença são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Como perceber os sinais e sintomas da doença?

Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é o que não é normal em suas mamas. E essa pequena atitude faz uma diferença enorme. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), um em cada três casos de câncer pode ser curado se for descoberto logo no início.

Autocuidado é um fator determinante para a prevenção

Outro dado que chama atenção é o fato de que a maior parte dos cânceres de mama é encontrada pelas próprias mulheres, no autoexame de toque das mamas, por exemplo.

Mas você sabe por que isso acontece? A resposta é simples: por meio do autocuidado.

Como eu já expliquei em artigos anteriores, a psicologia positiva nos ensina que cuidar de si mesmo é um dos passos mais importantes para alcançar a felicidade. Ou seja, é essencial manter um conjunto de atitudes que são benéficas tanto para o nosso corpo quanto para a nossa mente.

A busca pelo bem-estar

Já que o autocuidado nada mais é do que garantir maior qualidade de vida e bem-estar para si mesmo, existem diversas formas disso acontecer.

Uma delas, porém, tem tudo a ver com a campanha Outubro Rosa. É a rotina de exercícios. Isso porque uma das maneiras de reduzir o risco de câncer de mama é justamente a prática de atividades físicas com regularidade. Vale a pena investir em exercícios diferentes, desde a conhecida caminhada até a natação.

A prática de atividade física em conjunto da alimentação saudável, com manutenção do peso corporal adequado, está associada ao menor risco de desenvolver câncer de mama: cerca de 30% dos casos podem ser evitados quando são adotados esses hábitos. A amamentação também é considerada um fator protetor.

A ciência da felicidade vai ajudar você a desenvolver o autocuidado

Se você quer desfrutar de uma vida mais plena, significativa e feliz, eu recomendo a leitura do meu livro Semeando Felicidade. Durante a leitura, eu conto para você como é possível, sim, atingir o potencial máximo ao ter uma melhoria individual, da saúde e de mudança social.

semeando-felicidade-livro 

A campanha continua

Se você gostou desse texto e quer mais dicas de como se prevenir do câncer de mama, dê uma olhada nessa cartilha, preparada pelo Ministério da Saúde, que reúne informações muito úteis.