Aprenda a realizar atos de bondade para aumentar emoções positivas, vitalidade e bem-estar

 

Por Flora Victoria

 

O ser humano é bom? A resposta para essa pergunta não é tão simples assim de ser respondida. Não à toa, ela é motivo de reflexões há séculos por filósofos e, ainda hoje, divide opiniões. Há quem acredite que o homem é naturalmente egoísta, como dizia o autor inglês Thomas Hobbes. Já para outros pensadores, a exemplo de John Locke e Jean-Jacques Rousseau, o ser humano é, sim, essencialmente bom.

Do ponto de vista da psicologia positiva, conhecida como a ciência do bem-estar e da felicidade, a bondade é um dos componentes do florescimento humano. Ela envolve sentimentos de empatia e aceitação em relação aos outros, bem como fazer “boas” escolhas. Isto é, tomar decisões éticas que geram consequências positivas. (assista ao meu Programa PositivaMente – PositiveCast que vai ao ar toda 2a. feira no Spotify ou no meu canal do YouTube: https://youtu.be/F1H_AJ0ZLAU)

Seja lá como for, o fato é que, em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), atos de solidariedade tomaram conta do País. Desde a oferta de compras para vizinhos até a apresentação musical nas janelas, nos últimos dois meses de isolamento social, não faltaram exemplos de pessoas que conseguiram criar alternativas para ajudar o coletivo a enfrentar os desafios do distanciamento.

Mas você sabia que ser mais ou menos bondoso também tem a ver com o quanto cada indivíduo exercita essa característica? Isso porque a bondade é uma das 24 forças de caráter. Ela faz parte da virtude humanidade, ao lado do amor e da inteligência social.

Além disso, a bondade está intrinsecamente ligada a pelo menos duas das dez emoções positivas que costumam ser experimentadas com mais frequência pelas pessoas, segundo o estudo da professora Barbara Fredrickson, da Universidade de Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

A gratidão, por exemplo, emerge quando uma pessoa reconhece outra como a fonte de algo bom que lhe aconteceu. Essa emoção estimula justamente a capacidade de ser mais generoso e de expressar bondade.

E a transcendência, que significa sentir-se maravilhado, surge quando nos impressionamos e nos comovemos profundamente diante da beleza, da bondade ou de um poder que parece ser maior que nossa própria existência. É por isso que experimentar essa emoção pode nos levar a ampliar ou mudar a maneira como vemos o mundo.

Bondade se ensina desde cedo

No fim do ano passado, uma notícia relacionada a esse tema chamou muito a minha atenção.

Na Irlanda, a escola Gaelscoil Mhíchíl Uí Choileáin decidiu trocar a lição de casa durante todo o mês de dezembro por um ato de bondade.

E o mais interessante é que, além de realizar pequenos atos de bondade, as crianças também registraram tudo em um diário, para que pudessem compartilhar o gesto com seus amigos no dia seguinte.

Para mim, esse caso é um exemplo claro de como as competências socioemocionais podem ser desenvolvidas desde cedo nos mais pequenos pelos pais e familiares – seja em casa, nas escolas ou em qualquer outro lugar que se conviva.

O que você pode fazer

Como já expliquei, praticar atos de bondade aumenta a incidência de emoções positivas. Além disso, a prática desses atos eleva o bem-estar de quem os faz e também de quem os recebe.

Isso é o que diz o levantamento feito pela professora Sonja Lyubomirsky, do Departamento de Psicologia da Universidade da Califórnia. A pesquisa constatou que pessoas que praticaram 5 diferentes atos de bondade, de sua escolha, em um dia da semana, por 6 semanas, experimentaram um significativo aumento de felicidade.

Você também quer aprender a realizar atos de bondade para aumentar suas emoções positivas, vitalidade e bem-estar?

Então, siga cada um dos passos a seguir na ordem em que eles são apresentados:

Passo 1

Selecione 5 atos de bondade que você gostaria de praticar. Observe as seguintes condições:

  • Os atos devem ser simples e sinceros.
  • Podem ser realizados com pessoas que você conhece, com desconhecidos ou ambos.
  • As pessoas que forem alvos dessas ações podem ou não saber que foi você que as realizou.
  • Você não deve esperar nada em troca. Apenas realizar pelo prazer de fazer.
  • Não faça nada que possa ser perigoso para você ou para outras pessoas, ou que estejam além de suas atuais condições (físicas, financeiras ou emocionais).

Passo 2

Reflita sobre as atividades que podem ser selecionadas:

  • Que outros atos de bondade você já realizou?
  • Como você acha que as pessoas que receberam seus atos de bondade se sentiram?
  • Como você se sentiu?
  • O que o impede de realizar mais desses atos?
  • Como você pode incluir mais atos de bondade em sua vida?
  • Você já recebeu um ato de bondade de alguém?
  • Como você se sentiu?

Passo 3

Escolha um dia da semana e realize todos os atos de bondade que você selecionou nesse mesmo dia.

Agora que você já aprendeu essa técnica, que tal partir para ação e realizar um ato de bondade?

Depois, conta para mim como foi a sua experiência aqui nos comentários ou em minhas redes sociais!

 

Assista ao meu vídeo e descubra mais sobre os Atos de Bondade – Meu Programa PositivaMente – PositiveCast que vai ao ar toda 2aF no Spotify ou no meu Canal do YouTube:

Seguir e compartilhar: