Todos nós temos de enfrentar adversidades em nossa rotina, seja no trabalho, na família ou até mesmo nas mais triviais situações do dia a dia. Atire a primeira pedra quem nunca precisou lidar com um pneu furado durante o trajeto para o trabalho ou quem jamais foi pego por uma chuva repentina sem o guarda-chuva na bolsa. Bem, o fato é que os contratempos e desafios, por menores que sejam, fazem parte da experiência humana e desempenham um importante papel em nosso amadurecimento e desenvolvimento, mas somente se você estiver disposto a enxergá-los por esta perspectiva.

O escritor e professor americano William Arthur Ward um dia disse que “as adversidades fazem algumas pessoas quebrarem. E fazem outras quebrarem recordes”. Veja o caso do cientista americano Thomas Edison, cujas tentativas de inventar a lâmpada foram frustradas milhares de vezes antes de obter sucesso. Cada falha mostrava a Edison uma forma diferente de inviabilizar o seu processo científico, e então ele buscava uma nova alternativa para alcançar o seu objetivo sem cometer os erros anteriores. Frente a alguma dificuldade, muitas pessoas dão ouvidos àquela voz que faz a atenção se voltar ao que é negativo, que traz a sensação de impotência e que impede o progresso. Por outro lado, uma pessoa resiliente é capaz de lidar com adversidades e até mesmo eventos traumáticos e, em pouco tempo, retomar seu funcionamento otimizado, muitas vezes transformando a experiência negativa em um aprendizado enriquecedor. Para as pessoas bem-sucedidas, um acontecimento negativo é uma semente de aprendizado e melhoria. Imagine se Thomas Edison tivesse desistido após a sua primeira tentativa. Possivelmente estaríamos sentados no escuro neste exato momento.

Em suma, uma pessoa resiliente é aquela que tem energia e disposição para enfrentar dificuldades em vez de se deixar abater, possui capacidade de atuar com competência, mesmo sob pressão e antecipar crises. Algumas pessoas são mais resilientes, outras são menos, mas todas têm algum grau de resiliência e podem aprender a elevá-lo. Em artigo para a Harvard Business Review, Diane Coutu (2002), especialista em desenvolvimento organizacional e liderança, afirma que há cada vez mais evidências de que a resiliência pode ser aprendida. Isso pode ser feito por meio do desenvolvimento das principais características da resiliência, que são:

 

Aceitação da realidade

Pessoas resilientes não são conformistas nem acomodadas, mas possuem um profundo senso de realidade. Podem ser otimistas, sim, mas sempre com os pés bem plantados no chão. Você tem uma visão realista da sua situação atual e da situação desejada?

 

Crença inabalável no sentido da vida

Uma característica fundamental da resiliência é acreditar no sentido da vida – mesmo diante das situações que podem levar a maioria das pessoas a questionar isso. No livro Em Busca de Sentido (2009), o psiquiatra austríaco Viktor Frankl, que foi um sobrevivente do Holocausto, afirma que é o propósito que dá sentido à nossa existência. Você possui valores e propósitos capazes de dar sentido às suas ações e aspirações? Sabe claramente quais são esses valores e propósitos e busca viver em congruência com eles?

 

Uma incrível capacidade de improvisar

Indivíduos resilientes são mestres na improvisação. Eles possuem a impressionante habilidade de tirar o máximo proveito dos recursos disponíveis e de responder com rapidez e criatividade a todo tipo de desafio. Com base no trabalho do antropólogo francês Claude Lévi-Strauss, os psicólogos chamam essa habilidade de “bricolagem”. Trata-se de usar a inventividade para encontrar soluções, mesmo na ausência de caminhos óbvios ou de ferramentas adequadas.

Você deseja enfrentar as adversidades da mesma forma que as pessoas bem-sucedidas fazem? Ao se deparar com uma dificuldade, a minha dica é a seguinte: faça exatamente como Thomas Edison e pergunte-se “o que posso aprender diante deste cenário?”. À medida que você foca mais os pontos positivos das situações, pode perceber e sentir que tem mais controle sobre si mesmo e sua resiliência aumenta. Com consequência, seu bem-estar também será elevado.