Desde pequenos somos desafiados pela vida a ultrapassar obstáculos e aprender e conquistar novos conhecimentos e novas habilidades.

Quando somos crianças não temos uma percepção apurada de nossas limitações físicas e cognitivas, o que nos permite arriscar muito mais. À medida que crescemos e percebemos que algumas atividades necessitam de conhecimentos específicos, é comum que fiquemos com dúvida se realmente somos capazes de realizar certas tarefas ou lidar com certas responsabilidades.

É comum, mas não é saudável.

Ter um nível sadio de autoconfiança é essencial para o sucesso em sua vida pessoal e profissional. Quando você acredita em si, sempre estará mais disposto a tentar coisas novas e se colocar nas situações sem medo de falhar ou se arrepender, o que é extremamente importante para a sua saúde e bem-estar psicológico.

Neste texto de hoje falarei a respeito da autoconfiança, qual seu papel em nossas vidas em seus diferentes aspectos, além de dar algumas dicas de como se livrar de crenças que minam esta habilidade e dar dicas para aumentá-la cada vez mais.

Boa leitura e bom autodesenvolvimento.

 

O que é autoconfiança?

 

A autoconfiança diz respeito à crença nas habilidades, aptidões e julgamentos pessoais,  que fazem com que o indivíduo acredite que terá resultados positivos em qualquer situação.

Vários estudos mostram que esta habilidade é um bom preditor de desempenho satisfatório. Quando acreditamos que somos capazes de fazer algo, começamos a imaginar como teremos sucesso nesta jornada e automaticamente assumimos uma postura positiva diante dos desafios, o que torna a autoconfiança a força motriz do comportamento positivo.

Se você não acredita em si mesmo, além de cair em pensamentos depreciativos e inseguranças, o corpo também se prepara para um ataque, libera cortisol, e então começa a sentir que está em perigo, o que naturalmente prejudica sua capacidade de raciocínio e provavelmente o fará cometer erros.

Por outro lado, quando alguém é autoconfiante, pode investir toda sua energia em suas tarefas sem perder tempo se preocupando em não ser bom o suficiente!

Dito isto fica claro que, ao se sentir confiante, você terá um desempenho melhor. Na maioria dos casos, pessoas com confiança tendem a obter maior sucesso em vários campos da vida, pois se permitem explorar o mundo e alcançar seus objetivos.

 

Desenvolvendo autoconfiança

 

Erroneamente, muitas pessoas acreditam que a autoconfiança é um traço de personalidade, o que faz com que aquelas com baixa autoconfiança se sintam desafortunadas, sem sorte por não ter nascido com esta característica.

O bom é que este pensamento não poderia estar mais errado!
A autoconfiança é uma atitude que requer prática e desenvolvimento contínuo, que precisa receber estímulos internos e externos para florescer.

Desenvolver uma confiança inabalável em si mesmo e em suas realizações é extremamente importante, bem como receber o amor e o apoio das pessoas que você confia o torna capaz de explorar o mundo, descobrir suas forças e limites pessoais e desenvolver a capacidade de se autorregular.

Veja a seguir algumas dicas para que você comece a trabalhar sua autoconfiança desde já:

 

Pare de fazer comparativos

Seja pela internet ou na vida real, nenhum tipo de comparação é saudável porque,  provavelmente, esta comparação irá gerar inveja em você.

Segundo um estudo publicado em 2018 chamado Personality and Individual Differences, existe uma ligação direta entre a inveja e a maneira como você se sente em relação a si mesmo. O estudo aponta que indivíduos que se comparam com os outros sentem inveja e quanto mais esse sentimento cresce, menos gostam de si mesmos.

Quando perceber que está fazendo comparações entre sua vida e a de outra pessoa, lembre que cada um corre sua própria corrida, que não existe uma competição e que todos são vitoriosos à sua própria maneira.

 

Cuide do seu corpo

Autoconfiança significa sentir-se bem consigo mesmo, então não há espaço para abusos. Evitar o sono, comer uma dieta pouco saudável e abster-se de exercícios, por exemplo, vai prejudicar seu bem-estar.

Cuidar de si mesmo precisa ser sua prioridade. Quando estiver se sentindo melhor fisicamente, saudável e feliz, você se sentirá mais confiante em relação a si mesmo.

 

Seja autocompassivo

Errar é comum, todos erram. Não há nenhuma necessidade de se tratar mal com pensamentos, falas e atitudes ao cometer alguma falha, principalmente porque esta atitude não o motivará a fazer melhor da próxima vez.

Segundo um estudo publicado em 2009 no Journal of Personality, a autocompaixão contribui para uma confiança mais consistente. Pensar que todos erram às vezes em vez de se martirizar pode ajudar um indivíduo a se sentir bem, mesmo quando não executa uma tarefa tão bem quanto esperava.

Quando se perceber em uma situação de erro e a culpa e os adjetivos pejorativos aparecerem em sua mente, tente tratar a si mesmo como trataria um amigo, dando o suporte e ajudando a encontrar outra saída.

 

Enfrente o desconhecido

Algumas oportunidades aparecem na vida apenas uma vez e você não saberá disso até que elas passem. Muitos de nós acreditamos que é preciso estar sempre 100% preparado para aceitar um novo desafio ou encarar uma nova responsabilidade, quando na verdade a melhor maneira de ganhar confiança é colocando a mão na massa.

Me responda uma pergunta: como você saberá que está plenamente apto para uma atividade? 100% pronto para um desafio? A vida é uma constante evolução. O que era satisfatório hoje, amanhã pode não ser. Portanto, esperar até estar pronto é apenas uma autossabotagem.

Quando estiver com medo de fazer algo, se prepare o máximo que puder e faça, com medo mesmo.

 

Confronte seus pensamentos

Durante a vida criamos algumas crenças que não nos permitem desenvolver algumas habilidades ou realizar algumas ações. “Eu não sou bom nisso”, “eu não consigo” e “eu nunca farei isso de novo” são algumas frases que surgem na mente de muitas pessoas quando são confrontadas por desafios.

Lembre sempre que sua mente está sempre querendo poupar energia. Isto significa que é difícil para o cérebro aceitar novas atividades que o tirem de sua zona de conforto. Por isso ela te desencoraja.

Tente sempre fazer coisas que seu cérebro lhe diz que você não pode. Diga a si mesmo que desta vez será apenas uma experiência e veja o que acontece. Você pode descobrir que estar um pouco ansioso e que cometer alguns erros não é tão ruim quanto você imagina, e no processo vai ganhando cada vez mais confiança em si mesmo.

Aproveite o agora

Uma das formas de construir a autoconfiança é focar no presente. Qualquer situação ruim do passado, mesmo que tenha sido há poucos minutos, já não tem mais influência no presente. Permitir-se pensar em momentos desagradáveis que aconteceram só vai desencadear pensamentos negativos em nós e isso é altamente prejudicial para a nossa autoconfiança.

Viva o agora: cuide, dê o seu melhor e aproveite as oportunidades.
Não volte sua mente para pensamentos externos, onde estiver, seja por inteiro.

Quer saber mais sobre o assunto? Então confira meu programa PositivaMente no Spotify e YouTube, que vai ao ar toda 2ª. feira às 20h.  

 

👇 Acompanhe as minhas Redes Sociais 👇

Instagram
Facebook
LinkedIn
Site

 

 

Seguir e compartilhar: